Acabo de ler A Promessa do Tigre de Coleen Houck. É tão curto que mais parece um conto, mas valeu a pena.
Há uns 2 anos, conheci a história de Ren (comprei os 2 primeiros livros da saga pela internet, sem saber do que se tratava, por pura intuição rs, na verdade me apaixonei pelo tigre branco da capa). É o tipo de história que fica difícil julgar de fato os personagens, porque a narrativa é em primeira pessoa,  pela mocinha da história, mas apesar dela inicialmente descrevê-lo como um verdadeiro príncipe de conto de fadas, ao longo da história ela dá várias pistas que na verdade ele é muito mais, com defeitos como qualquer ser humano. E isso é que é apaixonante nele, o fato dele ser gentil e bondoso, mas também teimoso e às vezes um pouco egoísta.
Esse último livro conta os fatos que levaram à maldição que o aprisionou em um tigre durante 300 anos e nos apresenta a doce e corajosa Yesubai. Ela é tão apaixonante quanto os demais personagens da história e seu sofrimento é tocante. Seu encontro com a deusa Durga foi um dos momentos mais belos dessa saga. Seu destino mostra que mesmo na ficção nem todos tem um final feliz, e coisas ruins também acontecem com pessoas boas. É uma obra fictícia, mas de todos os livros da saga, é o que está mais próximo da realidade e deixa uma importante lição sobre a fé:

*Quando enfrentam as provações da vida com coragem, todos encontram seu destino*



0 comentários:

Trechos

*Deveras, gosto de fazer essas coisas. Pegar a vida e fazer com a vida outras tantas vidas, fazendo de conta que a vida é diferente. Penso que, com isso, até melhoramos um pouquinho a vida. Aprendemos a melhorar a vida. E até melhoramos um pouquinho cada um de nós*

José Arrabal
Tecnologia do Blogger.

Afinidades

Google+ Followers